Sejam Bem Vindos

Olá,
Fiquem a vontade para navegar no meu blog, temos aqui a finalidade é discutir questões relacionadas a Educação, Tecnologia, Religião, Política, Sociedade, Historia, Prática Pedagógica, Pedagogia Empresarial etc. Bem como manter o público atualizado sobre os eventos (cursos,seminários,congressos, amostras culturais etc) que acontecem na área de Educação e/ou tecnologia.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Classe Média - Max Gonzaga

Sociedade

Nessa música é possível identificar uma crítica ao comportamento da classe média quanto sua imparcialidade ante os problemas que afetam as classes de baixo status. O autor Max Gonzaga foi muito feliz em sua interpretação, onde é feita uma leitura de nossa sociedade alienada pela mídia em todas as suas formas.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

O que se entende por Pedagogia Empresarial no contexto atual?

PEDAGOGIA




Na atual conjuntura, as relações de trabalho estão cada vez mais competitivas. O mercado exige profissionais altamente capacitados que atendam as expectativas da sociedade capitalista, do avanço tecnológico. A busca por esse profissional é uma preocupação crescente das empresas.

Em uma economia tão volátil e dinâmica, as empresas passam a perceber que o maior investimento para torna-se competitiva é investir nas pessoas da própria organização, pois a demanda tanto de clientes como de parceiros de negócios é cada dia mais expressiva. Inovações tecnológicas estão surgindo com maior rapidez. Sendo assim, a qualidade dos serviços prestados necessita acompanhar o ritmo de mudanças.

Por mais que uma empresa se identifique com outra em seu foco de mercado, existem algumas características que a diferenciam das outras, tais como o modelo de gestão, organização, missão, entre outros, que fazem com que cada empresa tenha sua identificação definida individualmente.

Em razão dessas características de diferenciação, uma tendência nas organizações, hoje, é a implementação de Universidades Coorporativas, que têm como objetivo a formação do trabalhador com ênfase nos processos específicos da instituição à qual pertence.

Neste contexto, a Pedagogia Empresarial surge da necessidade de as empresas, no âmbito do mercado de trabalho, formarem o indivíduo. Quando recebem os trabalhadores em suas empresas, os empresários percebem que os mesmos apresentam-se com uma formação muito generalizada, sendo necessário provê-los de alguns conhecimentos exclusivos daqueles ambientes.

A aprendizagem, em todos os níveis da organização, proporcionará a permanência da empresa no mercado capitalista e altamente competitivo. Com indivíduos bem formados, tem-se a garantia de que a estabilidade está cada vez mais próxima. Cada empresa detém o que é chamado de capital intelectual e é o que difere uma organização da outra.

Com o indivíduo como centro da atenção no processo produtivo atual e a aprendizagem organizacional como objetivo fundamental nessa competitividade, faz-se necessário rever a participação de um gestor com a competência de promover essa situação de maneira eficaz. Alguém com competência para gerenciar o processo de aprendizagem promoverá adequadamente o alcance dos objetivos necessários para uma equipe produtiva.

Acompanhando uma tendência atual em gestão de pessoas, as empresas estão investindo em seus funcionários, valorizando-os através de planos de carreira e salário, reconhecimento por bom desempenho, promoção de cursos, entre outros.

Neste momento, surge a figura do pedagogo na empresa, lugar em que sua atuação tem características análogas às do contexto educacional, diferindo apenas no espaço onde acontece. É sabido que as empresas que contratam pedagogos têm como objetivo a aprendizagem de seus funcionários e esse processo de aprendizagem apresenta sempre as mesmas características do aprendizado escolar. Sua essência e seus fundamentos irão adequar-se a qualquer contexto.
Alunos do curso de pedagogia, quando perguntados pelos conceitos mais trabalhados em um contexto educacional, perceberam que nas empresas preocupadas com a aprendizagem existe uma semelhança com o processo das escolas. Assim sendo, listaram em uma reflexão rápida a relação existente entre os dois espaços.

Com essa rápida reflexão os alunos concluíram que o ato de definir empresas como organizações é fundamental na compreensão da inserção da escola nesse contexto da sociedade contemporânea. Assim, pensar a escola sob a perspectiva deste conceito (o de Escola/Empresa) deixa mais claro seu foco dentro de seu segmento no mercado.

A partir desta perspectiva, um aspecto fundamental nesse processo é a compreensão de que, ao contrário do que muitos imaginam, a escola não é o único espaço de atuação para o pedagogo. Diversos órgãos (tais como ONG's, empresas públicas e particulares, hospitais) têm percebido a necessidade destes profissionais que a cada dia se mostram mais versáteis. Portanto, a função do pedagogo nas empresas é, nessa perspectiva, organizar a instituição e, assim, humanizar as relações.

Isso tem gerado nas organizações, acompanhando um pensamento mais contemporâneo, a necessidade de se investir na aprendizagem continuada em detrimento da troca do seu quadro de funcionários.

Fonte:www.gestaouniversitaria.com.br (por Maria Juliana de Freitas Carvalho - Aluna de Pedagogia Empresarial da UCB)