Sejam Bem Vindos

Olá,
Fiquem a vontade para navegar no meu blog, temos aqui a finalidade é discutir questões relacionadas a Educação, Tecnologia, Religião, Política, Sociedade, Historia, Prática Pedagógica, Pedagogia Empresarial etc. Bem como manter o público atualizado sobre os eventos (cursos,seminários,congressos, amostras culturais etc) que acontecem na área de Educação e/ou tecnologia.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Planejamento Estratégico


A maior dificuldade do mundo não é fazer com que as pessoas aceitem novas idéias, mas sim fazê-las esquecer as velhas.  (John Maynard Kaynes).



A atitude mais comum que as pessoas têm, a grande maioria, é sair fazendo e consertando as coisas no meio do caminho. Não é assim com você? Não é assim com as pessoas que o cercam? Este tipo de atitude acontece normalmente porque nós não fomos educados a programar nossa vida para as décadas, anos, meses, semanas e em muitos casos para o próximo dia ou próxima hora. Quantos livros e apostilas você já leu sobre administração do tempo? Quantas vezes você tentou realizar um “orçamento para suas economias domésticas?” Suas viagens de férias, quantas vezes teve que interromper ou adiar? O fato é que o mundo está em constante mudança, o que você programou para a próxima hora pode ser que necessite de revisão, novas situações poderão surgir e você terá que mudar a sua programação.           

Mesmo com toda esta dinâmica que a vida nos proporciona, se você não tiver um plano traçado que lhe dê a direção, dificilmente conseguirá chegar onde pretende. Aliás, você já estabeleceu onde pretende chegar, não é mesmo?     

Podemos comparar o planejamento com uma viagem. Esta viagem pode ter vários caminhos, pode durar um dia, uma semana, um mês ou um ano. Ela pode ser feita de ônibus, carro, avião ou navio. Pode ter um custo razoavelmente baixo ou alto, e no final pode lhe trazer a satisfação desejada ou uma grande frustração.Não adianta simplesmente sair em viagem para depois escolher o destino, o caminho que irá seguir, o meio de transporte e tentar arrumar os recursos financeiros que precisará, isto precisa ser feito antes e com muita precisão.    

Nas atividades das organizações também é assim, é necessário planejar antes de sair fazendo. 

A Bíblia nos diz:     

“Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir? Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem zombem dele, dizendo: Este homem começou a construir e não pôde acabar".(Lucas 14:28-30)   

Mesmo que você não esteja acostumado a planejar, saiba que é necessário iniciar. Uma coisa que nos impede de mudar nossas atitudes são os paradigmas que construímos.            
Os paradigmas são os conceitos que estabelecemos sobre um determinado tema e que nos impedem de enxergá-los por outras perspectivas. São modelos estabelecidos, princípios, padrões, costumes ou dogmas que criamos para nós mesmos.         

É necessário quebrar o paradigma do improviso e ter muito claro quais são nossos propósitos como pessoa e organização. As pessoas que interagem conosco e com as organizações que representamos, devem identificar de forma rápida e clara qual o nosso destino. O improviso será utilizado no momento necessário, porém o alicerce deverá ter sido construído.     

A quebra de paradigmas requer pré-disposição para ver, ouvir e sentir novas alternativas. Dificilmente uma experiência será igual à outra, portando, é necessário abandonar nossos pré-conceitos e experimentar novas formas de enxergar as coisas.   
Para ter sucesso no uso do planejamento é necessário que a velha forma de pensar que “Isto não vai dar certo”, “Não sei planejar”, “Comigo é no improviso” sejam abandonadas. É necessário o compromisso.         

Uma vez iniciado o processo de planejamento estratégico em uma organização, dificilmente ela voltará atrás. 

Como a maioria das coisas na vida, este processo depende das pessoas, depende daqueles que se envolvem e estão dispostos a pagar o preço. O resultado será sem dúvidas, a colheita de bons resultados.   

O planejamento estratégico é, neste momento, a ferramenta de gestão de maior utilização nas organizações em todo o mundo, é a ferramenta da alta direção. Conselhos, presidentes e diretores utilizam-se dele como guia para todas as outras instâncias. Se a alta gestão não tiver muito claro o que espera da organização, dificilmente alguém conseguirá indicar o “norte”. Além disso, fica muito claro e fácil de administrar quando se sabe o caminho a trilhar e todos estão comprometidos.          

Afinal o que é o P.E. – Planejamento Estratégico?           

Existem as mais variadas definições para esta ferramenta:            

Planejamento Estratégico é a ferramenta que auxilia na compreensão da essência da organização e através deste entendimento, buscar o equilíbrio entre os recursos, meios, tempo e fins com o objetivo de cumprir o seu papel na sociedade.        

Planejamento estratégico não é uma caixa de mágicas nem um amontoado de técnicas – quantificar não é planejar; Não é previsão – ele se faz necessário por não se ter à capacidade de prever; Não opera com decisões futuras. Ele opera com o que há de futuro nas decisões presentes; Ele não é uma tentativa de eliminar o risco. É fundamental que os riscos assumidos sejam os riscos certos (DRUCKER, 1977). 

Podemos dizer que planejamento estratégico é uma forma de pensar o futuro sob a luz dos processos decisórios e alternativas com o objetivo de alcançar os resultados esperados.  

Se pudéssemos concentrar todo o conceito do planejamento estratégico em uma única frase, poderíamos definir assim:           

Planejamento Estratégico é uma ferramenta para a alta gestão que atinge todos os níveis da organização. Define o verdadeiro sentido existencial desta organização e gera subsídios para análise das situações momentâneas e de futuro, através de visões internas e externas com o intuito de criar cenários que se desejam alcançar com os objetivos estabelecidos, levando-se em consideração os recursos, o tempo, os meios e os fins.  

Devemos considerar que o mundo não permanece estático. O planejamento estratégico é um processo contínuo e sistemático, que deve ser revisto periodicamente, tendo como base as mudanças por que passam as organizações. Se não fosse assim, não haveria a necessidade do planejamento, precisaríamos apenas de ferramentas para olharmos o que aconteceu no passado, como um espelho retrovisor.

URL: http://www.institutojetro.com/Artigos/estrategia_e_planejamento/planejamento_estrategico.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Planejamento estratégico    
Autor: José Valdir Fonteque

Nenhum comentário: